close

Construção civil ganha cartilha sobre ESG

Desenvolvido com o apoio da Fundação Dom Cabral (FDC), documento traz argumentos e motivações claras para avanço do ESG no setor

esg na construcao civil © - Shutterstock
por Redação 10 de novembro, 2022
  • Impacto positivo e legados sustentáveis Mais informações
    Impacto positivo e legados sustentáveis

A Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e o Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG) acabam de lançar a cartilha ESG no Segmento de Obras Industriais e Corporativas. Desenvolvido com o apoio da Fundação Dom Cabral (FDC), o documento tem como propósito trazer argumentos e motivações claras para que as empresas do setor reconheçam a importância de se levar o conceito de ESG, que resume as políticas de governança, responsabilidade social e de sustentabilidade

“É necessária uma avaliação e reflexão criteriosa sobre os aspectos ambientais, sociais e de governança na indústria, de modo a propor uma gestão atenta e responsável com mudanças concretas no dia a dia de seus negócios”, resume o documento, com orientações sobre os benefícios de aplicação do ESG. O material também mostra a relação entre a maturidade dessas práticas com o desempenho econômico, entre outros pontos. 

ESG na construção civil traz perenidade às empresas

A cartilha ressalta a transição que a indústria da construção está passando e mostra que as boas práticas de ESG tornam as empresas mais humanizadas, inclusivas, prósperas e perenes. E mais do que isso: o setor tem uma grande oportunidade de transformar e impactar positivamente o planeta ao abraçar o conceito no seu dia a dia. 

É o caso da redução do impacto na natureza e do consumo adequado de energia, água, solo e madeira para diminuir a emissão de gases de efeito estufa. Socialmente, o segmento pode melhorar a relação com a sociedade e com as comunidades onde opera, gerando riqueza, emprego e renda. No aspecto de governança, a transparência dos processos e o menor risco de problemas jurídicos, trabalhistas, entre outros, são ganhos importantes trazidos pela adoção do ESG como cultura. 

A cartilha pode ser baixada gratuitamente aqui




Os assuntos mais relevantes diretamente no seu e-mail

Inscreva-se na nossa newsletter